segunda-feira, 17 de outubro de 2011

OKtoberfest Blumenau: Quarto desfile

Foto: Jaime Batista da Silva

Emoção marca o quarto desfile na Rua XV de Novembro

"É com vocês, vai lá!". Quem ouve desprevenido, imagina que seja um turista incentivando os integrantes dos grupos na Rua XV. Engana-se. Com a voz embargada, Nerino Furlan, 60 anos, sintetiza a emoção de mais um desfile da Oktoberfest na carreira. O fundador da Planetapeia empolga os companheiros e aproveita para contar que tudo começou quando ele montou uma bicicleta adaptada para quatro lugares, chamada de Centopeia do Chopp. Por gostar da festa, aproveitou e criou o veículo mais conhecido dos desfiles, desde que começou a participar, há 24 anos.

Às 16h o desfile iniciou, sem atraso mais uma vez. E entre as primeiras atrações surge ela. O primeiro brinquedo criado por Furlan antecede a clássica Centopeia. Moacir Soares, 45 anos, que desfila no brinquedo desde 2008, confessa: "É incomparável a emoção. Algo parecido com a Marquês do Sapucaí". Mas garante que "aqui é bem melhor".

Mesmo com uma leve chuva que caiu às 15h e uma garoa fina durante certos momentos do desfile, o público estampava a alegria no rosto. Dianês Weschenfelder, 62 anos, era uma delas. Juntamente com o marido, Olavo, acompanhava a apresentação dos três netos. "Eu amo isso. É a minha paixão". Mesma emoção compartilhada por Rafael Mueller. O rapaz de 36 anos estava há cinco fora de Blumenau, sua cidade natal. "Fui transferido para Curitiba devido o trabalho. Hoje tentei matar um pouco a saudade".

Próximo à Catedral São Paulo Apóstolo, turistas de Ribeirão Preto se admiravam com os veículos exóticos. Felipe Ramos, de 24 anos e Andressa Guimarães, 17, vieram junto a uma excursão no dia 12 e já retornam para casa neste domingo. "O público é bastante receptivo. Dá até vontade de vir morar aqui". Os turistas se encantavam também com a superação blumenauense. "O que faz parte do espetáculo é a facilidade de que o povo daqui tem de se superar. Lá não tem isso".

Figurantes importantes

Na esquina da Rua XV com a Floriano Peixoto, Márcia Regina Amorim contava o dinheiro arrecadado pela máquina de pipoca. Quando dá alguma brecha, aproveita para acompanhar as atrações. A pipoqueira conta que participou de todas as edições da Oktoberfest e que aprendeu os ensinamentos junto com a mãe, "dona" da calçada em frente à Catedral. Praticamente a família domina as máquinas de pipoca da antiga Rua da Linguiça. Além das duas, o irmão vende em frente aos camelôs e a irmã, próximo ao Shopping da Hering.

Na região do Tunga, a concentração de pessoas é bem maior, entretanto, nada muito preocupante. A tenente do 10º Batalhão de Polícia Militar de Blumenau, Carolina Maria Bachmann informou que a segurança é reforçada no centro da cidade, quando ocorrem os desfiles. "Muitos PMs são transferidos da Capital para atuarem durante a Oktoberfest", contou. Mesmo assim, a policial considera que este ano a edição tem sido uma das mais tranqüilas. No desfile, são 20 policiais que garantem a segurança. Em dias mais de maior movimento, são mais 140 no Centro e pavilhões.

Às 17h50min, se encerrou o quarto desfile da 28ª Oktoberfest, sob o aplauso de 20 mil pessoas. E é nessa hora que os funcionários do Seterb entram em ação. Dois caminhões são responsáveis pela retirada dos quase três mil metros de corda em toda a via. A atividade também é acompanhada por oito profissionais da SB5 Eventos, responsável pelas 520 grades de proteção do desfile. A empresa de Balneário Camboriú participa pela quarta vez da festa.

O próximo desfile da 28ª Oktoberfest está programado para quarta-feira, dia 19, às 19h30min.

Fonte: www.oktoberfestblumenau.com.br

Nenhum comentário:

TESTE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...